Autor: Live

A vida nas cidades é agitada e isso tem uma explicação lógica: menos de 1% do território pode ser considerado área urbana e, ainda assim, mais de 84% da população brasileira vive em centros urbanos.

Quando se compara os tempos atuais aos tempos que antecederam a Revolução Industrial, quando a maior parte da população vivia em grandes campos abertos, é de se esperar que hoje, com essa grande concentração de pessoas, haja uma disputa por espaço, sobretudo no centro das cidades, e que o tamanho das residências tenha diminuído.

 

Muitas pessoas buscam apartamentos à venda no centro de São Paulo, por exemplo. Fonte: Unsplash

Além do tamanho, existe a percepção do espaço, por isso, com o desenvolvimento das cidades, desenvolveu-se também a arquitetura pensada para ambientes menores, que, embora pequenos, podem sim, ser espaçosos e nos dar uma sensação de liberdade em vez de uma sensação claustrofóbica.

Ao comprar um apartamento, uma forma de aproveitar ao máximo os espaços e maximizar o convívio é apostar nos espaços compartilhados nos empreendimentos imobiliários. Afinal, espaços como academia, por exemplo, são muito mais bem aproveitados quando utilizados de forma conjunta.

Academia do empreendimento Single Tolle. Fonte: TECHZN

Essa é mais uma mudança que muitos relatam ter acontecido quando a vida passou a ocorrer em grandes centros urbanos. Aflorou-se, então, o senso de comunidade e intensificou-se a criação desses espaços, que podem ser usados por todos os moradores de um condomínio, além de uma ótima estratégia de aproveitamento de espaço, é algo que apela e estimula algo profundo em nós: a criação de laços com outras pessoas.

Espaços como hall social, bicicletário e sauna, por exemplo, são ótimas opções que contribuem com a interação social e ampliam o viver bem. Assim os espaços compartilhados vão além do individual e entregam experiências únicas, onde o coletivo é valorizado.

E além das estruturas comuns de lazer, existem ainda os espaços que contribuem com um menor custo no orçamento dos moradores. É o caso das lavanderias coletivas, que vem ganhando cada vez mais destaque nos empreendimentos, já que além do convívio, também contribuem com a redução do consumo de água e energia do condomínio.

O Single Tolle, com alto padrão de acabamento, também oferece a lavanderia coletiva, que garante muita praticidade. Fonte: TECHZN

Indo além, os novos projetos de empreendimentos imobiliários também buscam explorar outra questão vital para o ser humano, que é o trabalho.

Apartamentos como o Magnific trazem a opção de incluir Home Office. Fonte: TECHZN

Hoje em dia, levando em consideração a flexibilidade de modelos de trabalho, muitas pessoas procuram por apartamentos que ofereçam espaço para Home Office e até mesmo coworking.

O Single Tolle, por exemplo, oferece um espaço exclusivo para coworking. Fonte: TECHZN

Dessa forma, os espaços compartilhados mostram-se como uma vantagem para quem busca morar com qualidade de vida, em ambientes saudáveis e repletos de vida. Afinal, os processos de socialização são essenciais para o ser humano, e ainda contribuem com a alegria.

Essa matéria foi criada pela equipe do Live, canal de conteúdo imobiliário do Apto, o maior shopping de apartamentos novos do Brasil.